A Casa da Mulher Brasileira que será construída em São Raimundo Nonato já tem endereço: Rua Virgílio Deusdará, N°243, bairro Aldeia e vai concentrar no mesmo espaço serviços especializados para os mais diversos tipos de violência contra as mulheres: acolhimento e triagem, apoio psicossocial, delegacia, Juizado, Ministério Público, Defensoria Pública, dentre outros.

Nesta quinta-feira (04) a Prefeita Carmelita Castro esteve reunida com a Coordenadora Estadual de Políticas Para Mulheres, Zenaide Lustosa; com a Diretora de Articulação Interinstitucional e Ações Temáticas da Coordenadoria Estadual de Políticas Para Mulheres (CPPM), Lidiane César; a Coordenador da Casa Abrigo Mulher Viva, Ana Cleide; A Assistente Social Waléria Castro, representando a Secretaria Municipal do Trabalho e Assistência Social (Semtas); psicólogas Ivana Amorim e Zênia Siqueira; Conselheira Tutelar, Valdênia Costa;  Delegada da Mulher de São Raimundo Nonato, Dra Cínthia Vasconcelos;  Defensora Pública, Dra. Lívia de Oliveira;  Dra. Elaine Rodrigues- OAB Subseção da OAB de São Raimundo Nonato; Capitão Igor e Major França, representando a Polícia Militar do Piauí e  Vereadores do município para discutir sobre a proteção e segurança às mulheres de São Raimundo Nonato e região.

“Quero agradecer ao Governo do Estado por está oportunizando essa parceria. Infelizmente o número de casos de violência contra a mulher aqui na região é muito alto e saber que essas mulheres terão todo o aparato do poder público nos conforta. É preciso que os órgãos se unam com essa finalidade de proteger e acolher as mulheres vítimas de violência, disse Carmelita Castro.

A Coordenadora Estadual da Mulher, Zenaide Lustosa, afirmou que esse trabalho voltado para acolher as mulheres vítimas de violência está acontecendo em diferentes municípios do Piauí: “Estamos iniciando conferências municipais em todo o estado para discutir essas políticas de prevenção a violência contra a mulher. No país são oito capitais com a Casa da Mulher Brasileira funcionando em rede: Polícia Militar, Polícia Civil, Defensoria Pública, Ministério Público, Saúde, assistência social, dentre outros. São Raimundo Nonato será a primeira cidade do Piauí a ter a Casa da Mulher Brasileira”.  Zenaide Lustosa.

“É importante que a mulher depois de receber esse serviço esteja integrado lá fora para recebe-la da melhor forma”, Ana Cleide, Coordenadora da Casa Abrigo Mulher.

“É uma grande conquista não somente para São Raimundo Nonato, mas para toda região da Serra da Capivara.  Temos uma grande rede, mas precisamos articular essa rede e fazer uma integração para que haja uma sensibilidade e determinação em cada setor responsável”, Psicóloga Ivana Amorim.

“O Creas pode ser extensão dessa casa, estamos a disposição”, Zênia Siqueira ,Psicóloga Creas.

Em nome da Semtas a Assistente Social Waléria Castro falou sobre a importância do acolhimento: ”Diante da vulnerabilidade emocional das vítimas, o trabalho de acolhimento é fundamental, por isso, nós da assistência social do município nos colocamos a disposição para ajudar no que estiver à nosso alcance.

“Muitos acham que o Conselho Tutelar não tem nada a ver com essa realidade, mas tem sim e muito, pois muitas vezes a vítima vai até o Conselho, que é a porta mais próxima que elas têm para bater e levam as crianças e então as orientamos para iniciar todo o percurso”, Vadênia Costa.

“Fiquei muito feliz com a notícia de que São Raimundo Nonato será a primeira cidade do Piauí a ser contemplada com essa Casa… Em relação a mulher temos que ir além do papel. Na oportunidade quero gradeço a Prefeita Carmelita Castro pela parceria em ter executado a sala lilás, um espaço que era necessário ter na delegacia para que as mulheres pudessem ser ouvidas”, Dra Cínthia Vasconcelos, Delegada da Mulher de São Raimundo Nonato.

“É um progresso para a cidade. Um progresso para a comarca e toda a região”, Dra. Lívia de Oliveira.

“Nós temos na OAB uma sala para atender as mulheres vítimas de violência e notamos a alta demanda de casos encaminhados para a Defensoria.  Fazemos esse suporte jurídico e quero colocar nossa sala a disposição desse novo projeto maravilhoso para que as mulheres tenham esse aparato jurídico, sendo esclarecido todos os seus direitos”, Advogada Elaine Rodrigues- Oab de São Raimundo Nonato.

Os Vereadores que estiveram presente na Câmara Municipal parabenizaram a prefeita Carmelita Castro e se colocaram a disposição para ajudar no que for preciso.

“Quero Parabenizar a Prefeita Carmelita Castro pelo seu posicionamento, pois nessas horas não existe oposição. Quero dizer que nós da oposição, em nome do nosso partido PSD, aqui junto do professor Valdeci, dizer que estamos a disposição para acompanhar juntos. Parabéns Prefeita Carmelita”, Vereador Vitor Paixão.

“Estamos a disposição para contribuir e ajudar. Quero lhe parabenizar prefeita por essa belíssima e importantíssima ação na luta da mulher contra a violência’.  Vereador Valdeci Soares

“Desde que assumi o meu primeiro mandato me senti sozinha, minoria na Câmara de São Raimundo Nonato, como tantas mulheres em outras Câmaras de Vereadores. Somos minoria na política. Precisamos ajudar as mulheres a conquistar seu espaço. Muitas mulheres ficam reprimidas por não ter renda própria.  Nós vereadores precisamos realizar um trabalho em conjunto. Não com homenagens apenas dia 08 de Março, mas sim realizar projetos para ajuda-las a terem sua renda, para que não dependam financeiramente de homens”, Vereadora Katiúscia Ribeiro

“Quero parabenizar todos os envolvidos nesse projeto. Na condição de advogado estive algumas vezes com a Delegada Cínthia e sei da dificuldade das mulheres vítimas de violência, na maioria das vezes dependentes financeiramente do marido. Nessa condição o marido se acha no direito de mandar, de agir com machismo e violência. Essa realidade precisa ser mudada. Coloco meu nome a disposição para ajudar no que for preciso. Parabéns prefeita Carmelita por mais esse projeto em benefício da mulher sãoraimundense”, Vereador Luciano Macário Filho.

“Fico feliz em saber que São Raimundo Nonato está sendo privilegiado em ser contemplado com esse presente. Essa Casa Legislativa está à disposição. Será uma extensão da Casa da Mulher Brasileira. Temos como somar e estamos s disposição de toda essa Rede de proteção a mulher”, Vereador Rian Marcos.

Deixe seu comentário
FONTEMarilia Lelis - ASCOM.
COMPARTILHAR